Otoplastia

No caso de orelhas desfiguradas ou salientes, a cirurgia plástica pode ser considerada como uma boa alternativa. A Cirurgia da orelha (ou otoplastia) altera a estética da orelha, melhorando a forma, o posicionamento ou as proporções das orelhas, mantendo um aspecto natural.

A otoplastia pode ser reparadora, corrigindo má formações na estrutura das orelhas, geralmente congênitas. Ela pode também tratar orelhas com deformações causadas por lesão. A otoplastia estética é comumente associada as “orelhas de abano” ou orelhas proeminentes, nesse caso a cirurgia da equilíbrio e proporção às orelhas em relação a face.

A otoplastia estética também corrige orelhas muito grandes (macrotia), orelhas salientes (quando não associadas à perda de audição) e resultados insatisfatórios de cirurgias anteriores de orelha.

RECOMENDAÇÕES PRÉ-OPERATÓRIAS

Antes da realização da cirurgia, será necessário fazer exames de laboratório ou avaliações médicas. Pode existir a necessidade do uso de medicamentos específicos ou do ajuste dos medicamentos atuais. Os fumantes devem parar de fumar antes da cirurgia (consultar o médico para saber o tempo necessário). Deve-se evitar o consumo de aspirina, anti-inflamatórios e todos os compostos que possam aumentar o sangramento.

RECOMENDAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS

Deve-se usar faixas pelo período de um mês para evitar que as orelhas dobrem. Em casos de orelhas em abano, após a retirada das faixas, o resultado da cirurgia se da rapidamente. As cicatrizes cirúrgicas ficam escondidas em suas dobras naturais ou atrás da orelha. No caso de cirurgias de reconstrução mais extensas da orelha, os resultados devem aparecer após um tempo mais longo.

Após a cirurgia, é importante ficar atento a sintomas como dores no peito, falta de ar, ou batimentos cardíacos irregulares. Caso esse quadro aparecer, procure atendimento médico o quanto antes. Seguir as recomendações do médico é fundamental. Não se deve submeter as incisões cirúrgicas à força excessiva, à escoriação, ou ao movimento durante o tempo de cicatrização.

Não é recomendado o uso de acessórios como brincos até que ocorra a cicatrização total do local onde ocorreu a cirurgia.

PERGUNTAS FREQUENTES

Crianças podem fazer a cirurgia?
A partir de cinco anos de idade, crianças podem fazer a otoplastia ou a partir do momento onde se estabilizar o crescimento do pavilhão auricular, tendo a cartilagem estável para a execução da correção.

É utilizada a sedação ou a anestesia?
Podem ser feitas sedação local e intravenosa ou anestesia geral, dependendo do caso.

Qual a técnica utilizada no caso de “orelhas de abano”?
O intuito é criar ou aumentar a anti-hélice – unicamente dentro da borda da orelha – para reduzir a cartilagem da concha, que é a maior e mais profunda concavidade do ouvido externo.

Existe chance da “orelha de abano” voltar?
Embora rara, essa possibilidade existe. Isso pode ocorrer devido ao fato de a cartilagem ser um tecido com características específicas. No caso de crianças, ela é mais modelável, porém em adultos, ela se apresenta com maior rigidez.

Cirurgia Plástica

Mente

Corpo

Cirurgia Plástica
Banner image

Mama

Cirurgia Plástica
Banner image

Face

Cirurgia Plástica
Banner image

Outros

Cirurgia Plástica
Banner image