Voltar ao site

Rir, chorar, ficar zangado.

Quando expressamos nossas emoções, as contrações musculares constantes formam vincos ou marcas na pele que conhecemos como rugas. Além da ação muscular, as rugas também são causadas por diversos fatores como:

Envelhecimento

Gravidade

Exposição Solar

Má Nutrição

Tabagismo

Genética

Prevenção e tratamento das rugas de expressão

Atualmente o procedimento mais realizado para prevenção e tratamento das rugas de expressão é a aplicação de uma substância chamada Toxina Botulínica. A ação do Botox® suaviza as linhas de expressão apagando os efeitos do tempo e previne o aparecimento de novas rugas. Descoberta há mais de um século, vem sendo utilizada desde os anos 80, é um complexo proteico, de origem biológica.
A toxina botulínica é indicada para:

[Prevenção e Tratamento]

Antes, Durante
e Depois

do procedimento

Tudo o que você precisa saber

Está Aqui

Aplicação

A toxina botulínica tipo A, é um procedimento rápido e seguro. Para os pacientes mais sensíveis, pode ser aplicado um creme anestésico ou mesmo uma simples compressão com gelo. A toxina é aplicada através de uma agulha muito fina em pontos específicos dos músculos responsáveis pelos movimentos, que causam as rugas. Esses pontos são selecionados de acordo com as características de cada pessoa. Em pequenas doses, ela bloqueia a liberação de Acetilcolina, neuro transmissor responsável por levar as mensagens elétricas do cérebro aos músculos. Como resultado, o músculo não recebe a mensagem de que deve se contrair, levando as linhas de expressão a serem suavizadas. Confira os passos:

Dúvidas Frequentes

Você sabia que
o Botox pode
te ajudar no
tratamento de

Enxaquecas

A toxina ajuda a tratar as cefaleias relacionadas com o estado de tensão e sobrecarga. O uso da toxina botulínica, nesses casos, traz melhores resultados do que o tratamento com os medicamentos e ainda prolonga o espaço entre uma crise e outra.

Tiques Nervosos

Muitos pacientes têm tiques, ou seja, espasmos musculares faciais basicamente na região dos olhos (piscam) ou da boca (repuxam). Como a toxina botulínica enfraquece o músculo, os tiques são atenuados.

Mal de Parkinson

A doença de Parkinson vem sendo estudada para avaliar o real benefício que a toxina botulínica pode representar. Mas alguns estudos mostram que esses benefícios existem, desde que o quadro seja bem avaliado. Os exames precisam ser minuciosos para descobrir o que está interferindo nas ações e atuar nos músculos afetados.

Esclerose Múltipla

A indicação depende mais do quadro motor do que da fase da doença. Em geral, quem encaminha esse paciente para o fisiatra é o neurologista, após tentar tratar a rigidez com medicação oral, sem sucesso. Um tratamento local com toxina botulínica pode conseguir relaxar os músculos atingidos

Lesões na Cabeça

Usada para tratar sequelas de lesões do sistema nervoso central. Atualmente, as mais comuns são aquelas provocadas por lesões encefálicas adquiridas em traumatismos de crânio e também nos derrames cerebrais.

Hiperidrose

Um simples abraço ou aperto de mão pode gerar constrangimento para quem sofre de hiperidrose, ou seja, a produção excessiva de suor. Surgem dificuldades no convívio social e profissional. A hiperidrose atinge principalmente: axila, a palma das mãos e plantas dos pés, mas pode atingir também a face.

Vídeos Relacionados

Contato